quarta-feira, 31 de maio de 2017

Perguntas.



Ainda sobre iniciar os assuntos na troca de cartas, recebemos essa dica que eu também acho muito boa.

Eu já recebi algumas cartinhas com essa proposta e gostei muito.

Acaba ajudando a gente quando não vem nenhum assunto em mente na hora.

Deixo aqui apenas uma sugestão de perguntas que você pode responder sobre você e também sugerir que seu amigo missivista responda sobre ele. Assim identificamos pontos em comum que temos e sabemos algumas curiosidades sobre o outro. Claro que você pode usar sua criatividade para fazer as suas próprias perguntas ou selecionar algumas dessas que sugerimos.



Por que lhe deram o nome que você tem?
Você chora com frequência?
Você gosta de pão com que?
Desamarra os sapatos antes de tirá-los?
Seu sorvete favorito?
De quem (do que) você sente saudades?
O que você está lendo atualmente?
Qual foi a última música que você selecionou para escutar no cd, rádio ou celular?
O que eu bebo regularmente:
Comida favorita?
Filme de terror ou com final feliz?
Último filme que viu no cinema e com quem?
Estação do ano que você prefere?
Sobremesa favorita?
Onde foi o lugar mais longe que você foi?
Três coisas que eu sei fazer:
Três coisas que eu não consigo fazer:
Três palavras para descrever minha personalidade:
Eu não saio de casa sem  
Tenho mania de
Pratica esportes? Qual o seu favorito? 
Se pudesse ser um personagem de um filme, qual seria? 
O que você carrega na mochila ou na bolsa todos os dias? 
Você tem uma religião ou filosofia de vida? 
Você tem medo de quê?


Abraço.
AnaVi




segunda-feira, 29 de maio de 2017

Como escolher pessoas para enviar cartas? O que escrever na primeira carta?


Como escolher pessoas para enviar cartas? O que escrever na primeira carta? 






Olá pessoal.
Como estão vocês?

O projeto Cartas Hoje que foi criado em novembro de 2015, a cada mês recebe mais pessoas com o desejo de trocar cartas e experiências com pessoas de todo o Brasil e também de fora deles.

Não raramente recebo e-mail com algumas dúvidas comuns entre os participantes. Dúvidas sobre a escolha da pessoa para quem enviar a carta e também sobre o que escrever na primeira carta.

Pensando em dialogar sobre essas questões, estou fazendo este post.

Caso você tenha alguma sugestão ou dica sobre a escrita de cartas, envie por e-mail que será um prazer postar aqui e partilhar com os missivistas.


No “Cartas Hoje” as pessoas que querem iniciar a troca de cartas ou ganhar mais correspondentes enviam o endereço pessoal por e-mail e ficam cientes que esse endereço será disponibilizado para todos do grupo. A partir daí cada pessoa escolhe pra quem quer enviar cartas. A escolha é por conta de cada um. Uns podem escolher por localidade do país, ou por ser mulher/homem, ou pelo nome da pessoa, enfim... a escolha é exclusivamente sua. Por experiência eu digo que receberemos várias cartas se nós enviarmos várias cartas. Não adianta pensar que receberemos cartas de muitas pessoas se nós também não enviarmos.



Após escolher pra quem enviar as cartas vem a questão: o que escrever na  primeira carta, na carta de apresentação?



A dica é criar uma apresentação mesmo, falando um pouco sobre você, idade, aniversário, a cidade onde mora, pode dizer o motivo de ter escolhido escrever a carta pra ela, o motivo de você querer se corresponder por meio de cartas. Pode falar sobre seus estudos, seu trabalho, sua rotina, se gosta dos estudos ou do trabalho. Também sobre as coisas que você gosta de fazer nas horas vagas, sobre o seu jeito de ser...



Claro que não dá pra contar a vida toda na primeira carta. Mas acredito que uma boa apresentação é essencial para se criar uma boa sintonia e afinidade entre os missivistas. A partir daí os assuntos vão surgindo e o diálogo fluindo.



Desejo uma boa troca de carta pra vocês! 


O e-mail para enviar suas sugestões, dúvidas ou se inscrever no projeto é: cartashoje@gmail.com


AnaVi 


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Sua experiência com a troca de cartas...





O projeto "Cartas Hoje" completou um ano!

Tem gente que troca cartas há muito mais tempo.

Gostaria de colher e registrar aqui no blog algumas experiências sobre a "troca de cartas".

Se você quiser partilhar conosco, envie um e-mail com seu texto: cartashoje@gmail.com





1 ano do projeto Cartas Hoje









Já faz um ano que começamos esse projeto de troca de cartas!

Começamos em novembro de 2015.

Quanta gente legal eu conheci!

Quantas correspondências mexeram comigo, me fizeram chorar, me fizeram repensar minhas ideias, talvez me ajudaram a ser uma pessoa melhor.

Quantas vezes eu sorri de alegria ao encontrar as cartinhas na caixa postal.

Quantas vezes incluí em meu planejamento cotidiano aquele tempo para responder cada cartinha, pensando na pessoa que a receberia... e como isso me fez bem!

Quanto afeto eu tenho pelos correspondentes que talvez eu nem saiba como são aparentemente, mas sou encantada por eles.

Eu agradeço cada um de vocês que fazem esse projeto acontecer, que também amam essa troca de cartas.


Uma alteração que teremos a partir deste mês de dezembro é em relação aos temas das cartas. 

Recebo e-mails e mensagens do fórum, de várias pessoas dizendo que os temas limitam um pouco a escrita livre, ou que não querem seguir os temas propostos no mês. 

Durante este um ano de troca de cartas eu percebi que a maioria das cartas que eu troquei não foram norteadas por um tema, mas sim pelos assuntos que surgiram entre eu e meu correspondente.

Portanto, a partir deste mês não teremos mais temas para a troca de cartas.

Estaremos livres para puxar um assunto, com o tema que cada um escolher. Ok?


Abraço!

Ana Vi. 



terça-feira, 22 de novembro de 2016

Planner para Registros e organização de Troca de Cartas



Não sei como vocês organizam as cartas que recebem e enviam.

Das formas de organiza-las, tem o local onde guardamos as cartas e também as anotações que fazemos, datas que enviamos e recebemos cada cartinha.

Nesta postagem falarei sobre as anotações que costumo fazer das cartinhas que recebo e que envio.
Tem gente que nem faz isso e nem acha tão importante.

Eu gosto de fazer.

Anoto o dia que enviei a carta para uma pessoa e o dia que recebi a resposta...

Foi por meio desse tipo de organização que, no ano passado eu percebi que demorei muito para responder algumas cartinhas... e propus para mim mesma uma organização para que os meus correspondentes não demorassem tanto a receber minha resposta.

Meu trabalho cotidiano é isso... protocolar, organizar... então foi tranquilo pra mim pensar e fazer esse planner.

Depois de imprimir as páginas, em tamanho A4, eu encadernei com essa encadernação de papelaria mesmo.

As primeiras páginas são o calendário anual de 2017, especificando o dia da semana e os feriados nacionais. 

Nesse calendário anotarei os dias que eu receber cada cartinha e também os dias que eu as enviar. 


Eu fazia isso em um caderno espiral. Mas o trabalho agora será menor. 



Nas páginas seguintes fiz uma tabela com as informações principais dos meus correspondentes e um espaço para as anotações de recebidas/enviadas.




Fiz isso pra mim e disponibilizo o arquivo em formato pdf, para quem tiver interesse, sem nenhum custo.


Caso queira tentar organizar as anotações de suas correspondências dessa forma, envie um email para mim que eu envio o arquivo.




Abraço.

AnaVi











quarta-feira, 1 de junho de 2016

Quem falou sobre cartas: Ana Paula 2



Mais uma participação da querida Ana Paula nessa tag.

Um post curto, emocionante, significativo.
Eu fico pensando...
Quanto sentimento cabe em uma carta!



segunda-feira, 2 de maio de 2016

Tema do mês de maio: Gaste tempo com quem você ama.

Tema do mês de maio.

Conforme conversamos nos meses anteriores, o tema é uma sugestão para o mês.
Você pode escolher escrever sobre ele e também pode ficar livre para escrever.

Nesse mês temos a proposta de uma pessoa que muito admiro por sua história de vida.

Todo dia 31 de maio ela organiza o "gaste tempo com quem você ama".

Um gesto simples que nos faz parar e encontrar tempo no meio de tanta correria para demonstrar nosso amor por quem amamos.

Não sei se vocês também sempre usam aquela frase... "não consigo te visitar porque não tenho tempo", "não pude ir pois estava sem tempo"... O tempo passa e não damos prioridade para "gastá-lo" com quem nós amamos.

Então, nesse mês de maio podemos conversar sobre como gastamos tempo com aqueles que amamos. Será que eu podia dedicar mais tempo para ser mais PRESENTE na vida daqueles que amo?



Para conhecer a Mirys, seu blog e sua história, clique aqui.